terça-feira, 1 de outubro de 2019

Lou Andreas-Salomé: A mulher que encantou Nietzsche e Freud

LOU ANDRÉAS SALOMÉ, à frente do seu tempo!

Tenho grande admiração por uma mulher que viveu sua contemprneidade com Freud, Rainer Maria Rilk e outros intelectuais atravessando para o século XX como um intelectual à frente do seu tempo.

Falo de Lou Andrés Salomé.  Num dos seus livros que reli muitas vezes, pude perceber o quanto sua personalidade forte e independente atraiu os homens de sua época.
Cida Torneros












Lá foule


Sérgio Endrigo


Andrea Bocceli festeja seu aniversário cantando para o Padre Pio


Bob Fernandes


Santa Terezinha. 1 de outubro.


Hable con ella


Everything


Sobre o filme da Hebe


Éramos seis, o livro















Éramos seis. O livro de Maria José Doupré

Chico Buarque com Tom Jobin








Como queria


Como queria entender o mistério da vida. Compreender o amor nos seus altos e baixos. Atentar para a sorte de alguns e o azar de tantos. Solucionar esses ranços de mil preconceitos que perseguem a humanidade. Testemunhar uma verdadeira humanidade irmã.  É sonhar além.  Como queria não ver tantas desigualdades. Tanta ambição.  Tamanha guerra pelo poder e tremenda perda de tempo que mata o futuro dos que ainda vão nascer.
Como queria amar menos para sofrer menos. Mas é impossível. Meus semelhantes e irmãos são humanos e também de espécies animais diferentes. São árvores e flores.  Pássaros e animais domésticos. São os selvagens que habitam florestas e savanas. São os refugiados que se arriscam no Mediterrâneo.  São os soldados obrigados a lutar nas guerras insanas. São os marginais criminosos cujo rumo se perdeu nos crimes e viraram prisioneiros dos seus feitos cruéis. 
Como quisera viver num mundo só de amor e paz.
Queria encontrar o amor maior e me perder dentro dele para Sempre...
Cida Torneros 

Bom dia, outubro, seja bem vindo!





Só você e eu


segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Os livros que já escrevi. Vou publicar outros.





Escrevi três.  Publiquei dois. Quero escrever um de poemas e um romance. Adoro contar histórias.  Sei que posso.
Através das palavras viajo por um mundo fantástico.  Assim como amo ler.
Vou me organizar mesmo. Preciso disso.
É minha meta e sobrevivência.
Vou produzir novos livros.
Cida Torneros 

Paixão


Amar alguém


Clementina de Jesus


Oração de dom Hélder sobre as armas


L'amor


Leila Pinheiro


Glória Pires e as outras Lolas


10 músicas francesas inesquecíveis


domingo, 29 de setembro de 2019

C'est si bon


O negócio é amar


Leila Pinheiro e Carlos Lyra


Peggy Lee


Dom Helder


Lembra de mim


Samba da bênção


Os 90 anos de Marlene


Dalida


Logo eu


13 dias na França


Love


Sozinha


Norah Jones


Sua estupidez


Discurso de Leonardo di Caprio sobre o clima


Você é real


O canto de Ossanha


Paulo Coelho entrevista falando sobre Bolsonaro


Quaresma de São Miguel quadragésimo dia!


Os bastidores do discurso de Bolsonaro na ONU


Marilyn Monroe cantando " meu coração pertence ao meu Pai"


Assistimos juntos, eu e meu pai Ulysses, várias vezes esse filme no vídeo cassete. Ela contacenava com o francês Yves Montand. O nome era Adorável Pecadora. A cena é das melhores.  Inesquecível.  Ela canta:  meu coração pertence ao meu pai!
Cida Torneros 

Incurável romântico


Acordem as guitarras que vai-se ouvir o fado!



Ouvindo Lenita Gentil em Lisboa
 2011

Quando o fado adentra pelos ouvidos e coração,   a alma portuguesa dá lição de peculiares sentimentos.
Ouvir o fado no bairro Alto, por exemplo,  no bairro Alto,  na casa Faya, interpretado por Lenita Gentil,  em 2011, foi encantador. Como o foi também ir à Tasca do Chico e testemunhar o fado vadio.
Em 2009, também fui ouvir o fado numa noite de maio.
Entretanto, tem um sabor especial quando posso escutar o Camané. Ele, que eu nunca assisti pessoalmente,  traduz pra mim o cantar que me lembra a Grande Amália.  
Que toquem as guitarras. Vamos ouvir o fado! 
Cida Torneros